Tratamentos RSS desta seção do site

Existem comprimidos para micose?

Existem vários tratamentos que prometem a cura da micose, através da utilização de pomadas, cremes e até mesmo comprimidos. Conheça quais os melhores tratamentos e livre-se dessa enfermidade de uma vez por todas! Existem dois tratamentos básicos com comprimidos – com o próprio Cetoconazol em comprimidos. Ambos são indicados para adultos ou crianças respeitando sempre a dose ideal indicada por seu médico especialista. É muito bom também lembrar que nunca recomendamos a auto medicação! Vale muito a pena fazer uma consulta médica antes de ir até a farmácia e adquirir um medicamento – através da consulta você poderá ter a certeza de que fará um tratamento eficaz, visto que assim é possível identificar o tipo de fungo que está provocando a enfermidade.

Conheça um pouco mais sobre o Cetoconazol,  um dos principios ativos mais populares para o tratamento da micose via comprimidos orais.

Sobre o Cetoconazol

Existem diversos nomenclaturas de medicamentos que possuem o mesmo princípio ativo e buscam tratar exclusivamente a micose – o Cetoconazol é o mais popular disparado em nosso país. Ele é extremamente indicado para infecções micóticas da pele, couro cabeludo e unhas.  Existem casos que o tratamento via oral (comprimidos) não chega a ser eficiente, devido ao envolvimento de áreas cutâneas extensas ou de lesões que compromentem os pêlos e unhas.

É indicado para o tratamento de candidíase sistêmica, infecções da boca e do trato gastrintestinal causado por leveduras (esofagite e outras). É altamente recomendado também para o tratamento de manutenção de micoses sistêmicas, tentando evitar a reicidência, ou até a remissão sorológica. Vale recordara que não são recomendados para meningites fúngicas.

Antes de ir adiante com o tratamento, observe as contra-indicações dos medicamentos de via oral com Cetoconazol como princípio ativo – se você possui hipersensibilidade aos excipientes da formulação você não deve ingerir este tipo de medicamento, da mesma forma que pacientes com patologia hepática aguda ou crônica.

Esmalte para micose

Micose de unhas são um verdadeiro problema! Para fazer o tratamento dessa doença, os médicos costumam recomendar certos medicamentos, que podem ser comprimidos ou esmalte para as unhas. É fato que para aumentar a eficácia do tratamento que seja preferível combinar os medicamentos (tópico e uso oral).  Antes mesmo de começar qualquer tipo de tratamento é necessário avaliar o tipo de fungo causador da micose, e assim o seu médico terá condições de indicar qual é o melhor tratamento com base na sua avaliação pessoal.

Como existem vários tipos de fungos, então fica fácil concluir que existem vários tipos de micose! Não necessariamente pode ser o mesmo fungo que ataca a pele o que infecta as unhas, então mais um motivo para buscar ajuda médica e fazer exames para detectar qual o agente da micose. O tratamento de micoses nas unhas é muito mais demorado e trabalhoso do que os mais superficiais de pele. O tratamento depende exclusivamente da eliminação da unha contaminada, o que pode demorar até anos para acontecer.

Existem esmaltes antimicóticos que são ideias para o tratamento de micoses nas unhas! O grande problema dos outros esmaltes comuns é justamente a impermeabilização que eles criam nas unhas e isso pode dificultar a ação do medicamento, então é recomendado que o indivíduo que possuí qualquer tipo de micose de unha busque pelo produto mais indicado para o tratamento.

Vale lembrar que o esmalte para micose de unha deve ser utilizado sempre com a prescrição médica, visto que devem ser observadas certas reações alergicas ou adversas em pessoas que executaram a automedicação sem qualquer consulta prévia para descoberta do fungo que está provocando a doença. Muitos dermatologistas têm utilizado o tratamento a base de fluconazol, com índices elevados de sucesso. Estes esmaltes antimicóticos, ou antifúngicos são agentes que previnem ou inibem a proliferação dos fungos, e por muitas vezes os destroem.